Página inicial
Sala de leitura
Enem
Críticas e sugestões
Eventos
Links paratodos
videos
 


CLIQUE NA IMAGEM
ACIMA, E CONHEÇA ALGUNS VIDEOS DIDÁTICOS CPTEC.INPE


CLIQUE NA IMAGEM
ACIMA, E CONHEÇA JOGO – QUEBRA CABEÇA COM MAPA-MÚNDI FÍSICO


CLIQUE NA IMAGEM
ACIMA, E CONHEÇA MAPA INTERATIVO DAS EMISSÕES DE CO2 NOS DIFERENTES PAÍSES DO MUNDO E DADOS DEMOGRÁFICOS.


CLIQUE NA IMAGEM
ACIMA, E JOGUE COM O MAPA DA EUROPA


CLIQUE NA IMAGEM E LEIA AS MANCHETES DE HOJE DOS JORNAIS DE TODO O
MUNDO.


VEJA O QUANTO VOCÊ CONHECE SOBRE CONTINENTES E OCEANOS


2 JOGOS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL


CLIQUE NA IMAGEM E CONHEÇA O MAPA-MÚNDI INTERATIVO

site www.geocienciasnomapa.com.br
CLIQUE NA IMAGEM E CONHEÇA UM SERVIÇO DE LOCALIZAÇÃO ESPACIAL DE TESES E DISSERTAÇÕES EM GEOCIÊNCIAS

 

Capítulo 5 – Estrutura geológica e mineração no Brasil

 

VESTIBULAR 2014

 

geologia

 

(UFP) Pela sua extensão e posição, a América do Sul apresenta uma variedade de paisagens naturais. É característica natural da América do Sul a existência de:

a) áreas sujeitas a abalos sísmicos nas porções setentrional e oriental.

b) rios que drenam a vertente do Pacífico mais caudalosos e extensos do que aqueles que deságuam no Atlântico.

c) vegetação de pradarias na porção norte e de coníferas no sul.

d) maciços antigos no centro-leste; planícies sedimentares

no centro, dobramentos modernos no extremo oeste.

e) clima temperado úmido no norte; clima desértico quente no oeste e clima tropical no sul.

 

MINERAÇÃO

 

(UFPE)

 

Esta histórica foto de Sebastião Salgado mostra uma atividade extrativa mineral exercida na área de ‘Serra Pelada’. Sobre esse assunto, estudado pela Geografia Econômica, analise o que consta nas proposições seguintes.

 

0-0) Essa jazida mineral se tornou muito conhecida, durante a década de 1970, no Governo Médici, como uma moderna corrida do ouro, tendo sido o local do maior garimpo a céu aberto do mundo.

1-1) O garimpo fotografado resultou na formação de um espaço urbano, denominado Curionópolis, que foi inicialmente comandado por uma autoridade militar a mando do Governo de então.

2-2) Essa jazida aurífera apresentou sérios problemas para a realização da atividade extrativa de forma plena, porque os veios de ouro eram intercalados com densas camadas de carvão mineral.

3-3) A produção aurífera em Serra Pelada decresceu e, na década de 1990, ocorreu a paralisação da extração de ouro na região. Na área, originou-se uma grande cratera que foi aberta para a retirada do ouro e transformada numa enorme lagoa.

4-4) A proibição do funcionamento do extrativismo mineral em Serra Pelada ocorreu devido às fortes pressões do governo dos Estados Unidos, pois a grande quantidade de ouro extraída resultou na diminuição do preço do ouro nos mercados internacionais.

 

Resposta: F V F V F

 

(UEA)

 

 

Os pontos numerados no mapa indicam importantes áreas de exploração mineral na região Norte do país, com extração de manganês, bauxita, ferro, cobre, ouro e níquel. Os grandes projetos relacionados aos pontos 1, 2 e 3 são, respectivamente,

a) Trombetas, Carajás e Quadrilátero Ferrífero.

b) Serra do Navio, Trombetas e Carajás.

c) Serra do Navio, Carajás e Maciço do Urucum.

d) Trombetas, Serra do Navio e Paragominas.

e) Maciço do Urucum, Alumar e Carajás.

 

(UENP) Observe a região destacada no mapa a seguir e assinale a alternativa correta.

 

 

a) A área em destaque refere-se à Serra dos Carajás, no sudeste do estado do Pará. A área da Serra está totalmente inserida no Projeto Grande Carajás, um projeto de extração mineral em operação. Anteriormente à colonização, esse território era povoado pelos povos Karajá e Kayapó.

b) A área corresponde à Usina Hidrelétrica de Belo Monte, uma central hidrelétrica que está sendo construída no rio Xingu, no estado do Pará, nas proximidades da cidade de Altamira.

c) A área equivale ao território do futuro estado do Tapajós, que devido à grande extensão territorial do Pará tem sido um dos argumentos utilizados para uma divisão desse território e a consequente formação de dois novos estados, além do atual Pará: Tapajós e Carajás.

d) O estado de Tapajós terá 722.000 quilômetros quadrados, sendo, portanto, o mais extenso. Apesar de compreender a maior área do Pará, essa região é a menos populosa: cerca de 1 milhão de habitantes. Sua capital será a cidade de Santarém. Essa região apresenta pouco desenvolvimento econômico, composta por grandes áreas preservadas e muitos rios.

e) A região corresponde à área de cultivo da pimenta-do-reino (pipericultura) no Pará (maior produtor e exportador nacional), que vai receber uma "injeção" tecnológica concentrada com as atividades de um novo projeto da Embrapa Amazônia Oriental, a ser lançado na cidade de Bragança (PA).

 

(CatólicaSC) Rocha é um agregado natural, formado de um ou mais minerais que constitui parte essencial da crosta terrestre. São exemplos de rochas magmáticas, sedimentares e metamórficas, respectivamente:

a) mármore, basalto e calcário.

b) arenito, basalto e gnaisse.

c) basalto, mármore e petróleo.

d) gnaisse, granito, arenito.

e) diabásio, arenito e mármore.

 

(FUVEST) Leia o texto sobre os pedidos de exploração de minérios no Vale do Ribeira – SP.

 

O Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) registrou em 2012 um recorde de pedidos de mineração no Vale do Ribeira, região sul do Estado de São Paulo. Entre os processos que foram abertos, encontram-se pedidos para pesquisa, licença ou concessão de lavras que vão desde calcário até minérios nobres como níquel, prata e ouro. O DNPM concedeu 422 autorizações para pesquisas minerais na região, sendo que 112 já tiveram autorizadas as extrações de minérios.

 

O Estado de S. Paulo, 01/07/2013. Adaptado.

 

Essa exploração poderá afetar o meio físico e a ocupação humana tradicional dessa região, caso regras de controle não sejam rigorosamente estabelecidas e cumpridas. Assinale a alternativa que indica as áreas onde interferências negativas poderão ocorrer.

 

 

Predomínio da

estrutura geológica

Significativa ocupação

humana tradicional

a)

Dobramentos do Cenozoico

Quilombola

b)

Escudo do Brasil Central

Indígena

c)

Escudo Atlântico

Caiçara

d)

Escudo do Brasil Central

Caiçara

e)

Dobramentos do Atlântico

Quilombola

 

 

Vestibular 2013

 

geologia

 

(PUCRS) Considerando a formação geológica do Rio Grande do Sul, é INCORRETO afirmar que esse estado apresenta

 

a) formações cristalinas.

b) derrames e fissuras basálticas.

c) sequência sedimentar antiga.

d) dobramentos modernos.

e) sedimentação recente.

 

(UFMT) Os derrames de lavas basálticas da Formação Serra Geral representam um dos mais volumosos vulcanismos continentais do planeta, com uma área superior a 1200000 km2. Em certos locais, os derrames sucessivos de lavas possuem centenas de metros de espessura.

 

A paisagem descrita é encontrada

 

a) nas ilhas de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

b) no litoral de Ilhéus, na Bahia.

c) as áreas serranas da Mantiqueira, na zona da Mata Mineira.

d) nas cataratas do rio Iguaçu, no Paraná.

e) nas encostas litorâneas da Serra do Mar.

 

(UFPA) A Amazônia, até o Terciário Médio, comportava-se como um paleogolfão[1] da fachada pacífica do continente, intercalado entre os terrenos do escudo guianense e o escudo brasileiro. Era uma espécie de mediterrâneo de “boca larga”, voltada para o oeste. Quando se processou o desdobramento e soerguimento das Cordilheiras Andinas, restou um largo espaço no centro da Amazônia, exposto à sedimentação flúvio-lacustre e fluvial extensiva.

 

Aziz Nacib Ab’ Saber (1924-2012) Escritos Ecológicos – São Paulo:Lazuli Editora, 2006- paginas 130-131. Adaptado

 

Glossário: Paleogolfão: ampla reentrância da costa, com grande abertura, constituindo em amplas baías, constatada em antiga era geológica.

 

As características atuais do domínio morfoclimático amazônico têm sua origem na dinâmica dos processos naturais que ocorreram no passado, conforme explica o geógrafo Aziz Ab ́Saber. Sobre esses processos mencionados, avalia-se que

a) contribuíram para a formação das planícies e dos tabuleiros.

b) favoreceram a gênese da bacia sedimentar.

c) alteraram a direção da drenagem, de leste para oeste.

d) atenuaram as características do clima regional.

e) provocaram a expansão do cerrado sobre a floresta.

 

MINERAÇÃO

 

(UFMT) A partir de 2012, acredita-se que, nos próximos cinco anos, o estado do Pará poderá se tornar o maior exportador de minérios do País, ultrapassando Minas Gerais. As exportações de minérios do Pará representaram cerca de 44% do saldo comercial obtido pelo Brasil em 2011. O mapa mostra o destino de um dos minérios exportados pelo estado do Pará.

 

Os principais compradores do minério paraense

 

(Folha de S.Paulo, 06.05.2012.)

 

 

A respeito das exportações do Pará, é correto afirmar que

 

a) a demanda da hematita de baixa qualidade e menor preço explica as exportações para os maiores países siderúrgicos mundiais.

b) superaram as do estado de Minas Gerais, principalmente com o aumento das exportações de bauxita para os países asiáticos.

c) o Canadá é o maior importador do manganês da Serra dos Carajás.

d) o aumento da exploração de ouro no Vale do Trombetas, em Oriximiná, explica o destaque do Pará.

e) a exportação do minério de ferro, da Serra dos Carajás, tem a China como principal destino.

 

(UNESP) Leia o texto e analise os mapas.

 

As terras-raras formam um grupo de 17 elementos químicos, com propriedades muito semelhantes entre si, em termos de maleabilidade e resistência, que permitem aplicações diversas. Indispensáveis à indústria de alta tecnologia, elas estão no centro de uma disputa global. As maiores reservas em potencial estão situadas no Brasil. A extração e principalmente o refino das terras-raras são, porém, altamente poluentes; por esta razão, cientistas estudam novos meios de exploração e novas aplicações que poluam menos.

 

 

De acordo com a leitura do texto e a observação dos mapas, é correto afirmar que as duas maiores concentrações de reservas de terras-raras estão localizadas nas regiões de integração e desenvolvimento do

a) Oeste e Araguaia-Tocantins.   

b) Sudoeste e Sul.   

c) Arco Norte e Madeira-Amazonas.   

d) São Francisco e Transnordestino.   

e) Sudeste e Transnordestino.

 

(FGV-SP) Líder no mercado mundial de minério de ferro até a deflagração da crise financeira de 2008, o Brasil perdeu para a Austrália a hegemonia, embora a Vale ainda lidere, isoladamente, o comércio do insumo. A mineradora brasileira trabalha agora com um horizonte de cinco anos para que o País recupere o mercado perdido em meio à crise.

 

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,brasil-perde- lideranca-na-producao-de-minerio-,916731,0.htm

 

De acordo com a notícia acima, a mineradora brasileira Vale é a maior exportadora mundial de minério de ferro. Sobre ela, responda:

 

a) Onde estão situadas as maiores jazidas da empresa?

b) Como essa produção é escoada para os mercados

externos?

 

Resolução:

 

a) As maiores jazidas da Vale localizam-se na Serra dos Carajás, no estado do Pará e no Quadrilátero Ferrífero, no estado de Minas Gerais.

 

b) A exportação de minério de ferro da Vale se dá a partir da Estrada de Ferro Carajás até o porto de Itaqui (MA), e da Estrada de Ferro Vitória-Minas até o porto de Tubarão (Vitória-ES).

 

 

VESTIBULAR 2012

 

geologia

 

(FGV-RJ) Sobre a formação geológica do território brasileiro, assinale a alternativa correta:

 

a) O Brasil na o apresenta dobramentos modernos,mas apresenta vestígios de antigos dobramentos do Pré-Cambriano.

b) As províncias Mantiqueira, Borborema e Tocantins resultam de processos orogenéticos ocorridos no Cenozoico.

c) AscamadasrochosasdabaciasedimentardoParanáatestamaocorrênciadeextensosderrames vulcânicos durante o Pré-Cambriano.

d) As províncias Guiana Meridional, Xingu e São Francisco figuram entre as principais bacias sedimentares brasileiras.

e) A Serra do Mar foi formada pelo ciclo orogenético ocorrido no Quaternário.

 

MINERAÇÃO

 

(FEI) As localidades de Itabira (em Minas Gerais) e Vale do Paraopeba (da Serra dos Carajás no Pará) são áreas conhecidas no país, devido:

 

a) às jazidas de petróleo exploradas pela Petrobrás.

b) às jazidas de cobre e diamantes explorados pela Acesita.

c) à atuação da Vale na exploração de minérios, sobretudo o minério de ferro.

d) à criação de gado, pois são regiões pecuaristas por excelência, com predomínio da pecuária intensiva voltada para exportação de carnes e derivados.

e) à instalação de hidrelétricas de grande porte do sistema Eletrobrás Furnas.

 

(UDESC) A extração de minérios pesa na economia de vários países da América do Sul. Assinale a alternativa que apresenta os maiores produtores de ferro da América Latina.

a) Bolívia e Argentina.   

b) Colômbia e Equador.   

c) Brasil e Venezuela.   

d) Argentina e Peru.   

e) Brasil e Uruguai   

 

 

VESTIBULAR 2011

 

geologia

 

(UEPI) Um pesquisador, investigando os principais aspectos do meio natural de uma área semiárida do Nordeste brasileiro defrontou-se com a paisagem fotografada e exposta a seguir.

 

 

Qual deverá ser a denominação que o pesquisador utilizará para definir esses elementos paisagísticos?

 

a) Inselbergues sedimentares.

b) Matacões.

c) Afloramentos sedimentares.

d) Falhas.

e) Dobras.

 

MINERAÇÃO

 

(UFAC) O carvão mineral é uma rocha sedimentar de origem orgânica, resultante da transformação de antigos vegetais submetidos a certas condições, no decorrer do tempo geológico. No Brasil, o consumo de carvão mineral representa apenas 0,5% do mundial. Sobre o carvão mineral no Brasil, pode-se dizer:

 

a) O carvão mineral é uma fonte de energia renovável. Quando queimado, emite gases poluentes na atmosfera, causando problemas de várias ordens para o meio ambiente.

b) No Brasil, existem grandes jazidas de carvão mineral em Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Piauí, Maranhão, Pará, Amazonas e Acre. Entretanto, apenas Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná fazem exploração.

c) O carvão mineral, extraído na Região Sul do Brasil, possui grande percentagem de sulfeto de ferro (FeS2), na forma de cristais de pirita, popularmente conhecido como “ouro dos trouxas”, por sua cor amarela e brilho metálico. Uma vez trazido à superfície da terra, em contato com o oxigênio e a umidade do ar, dá origem ao ácido sulfúrico (H2SO4), bastante tóxico e corrosivo.

d) Até 1990, as companhias siderúrgicas eram legalmente obrigadas a utilizar uma mistura de 50 % de carvão nacional, com 50 % de carvão importado. Com a revogação dessa lei, as empresas passaram a consumir somente carvão mineral nacional.

e) Na fase de extração a céu aberto ou em galerias construídas nas minas, os danos à paisagem são pequenos, já que o carvão mineral é uma fonte de energia renovável.

 

VESTIBULAR 2010

 

geologia

 

(UEL) A estrutura geológica do Brasil é composta por:

 

I. Escudos cristalinos, muito antigos, de rochas rígidas e resistentes que originaram planaltos e algumas depressões, compondo 1/3 do território nacional.

II. Bacias sedimentares compostas de rochas sedimentares que originaram as planícies, planaltos sedimentares ou depressões, ocupando cerca de 64% do total do país.

III. Dobramentos modernos que originaram planaltos e relevos montanhosos, formados no Terciário, ocupando cerca de 30% do território nacional.

IV. Escudos cristalinos recentes, pouco desgastados por processos erosivos, que deram origem às formas de relevo no qual predominam os planaltos montanhosos destribuídos por quase todo o território nacional.

 

Assinale a alternativa correta.

 

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.

b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

 

(UFAC) A estrutura geológica das terras emersas do Brasil é constituída, basicamente, por bacias sedimentares e escudos cristalinos, tectonicamente estáveis.

 

 

As áreas cinzas do mapa representam:

a) Dobramentos modernos.

b) Bacias sedimentares.

c) Bacias hidrográficas.

d) Escudos cristalinos.

e) Áreas de instabilidade tectônica.

 

MINERAÇÃO

 

(UERJ) A crosta terrestre é formada por três tipos de estruturas geológicas, caracterizadas pelos tipos predominantes de rochas, pelo processo de formação e pela idade geológica. Essas estruturas são os maciços cristalinos, as bacias sedimentares e os dobramentos modernos. Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar:

a) os maciços antigos ou escudos cristalinos datam da era pré-cambriana, são constituídos por rochas sedimentares e são ricos em jazidas de minerais não metálicos. 

b) as bacias sedimentares são formações muito recentes, datando da era quaternária, ricas em minerais energéticos e com intenso processo erosivo; constituem 64% do território brasileiro. 

c) os dobramentos modernos, resultantes de movimentos epirogenéticos, são constituídos por rochas magmáticas, datam do período terciário e são ricos em carvão e petróleo, como os Andes, os Alpes e o Himalaia. 

d) as principais reservas petrolíferas e carboníferas do mundo encontram-se nas bacias sedimentares, enquanto minerais como ferro, níquel, manganês, ouro, bauxita etc. são encontrados nos maciços cristalinos; os dobramentos modernos constituem áreas de intenso vulcanismo. 

 

(FATEC) Os minerais, extraídos da crosta terrestre e transformados industrialmente em metais, pedras e outros componentes, estão entre as principais matérias-primas utilizadas economicamente pela sociedade.

Assinale a alternativa que contenha, correta e respectivamente: um metal, o minério do qual pode ser extraído e a forma de sua utilização pela indústria.

 

 

METAL

MINERAL

UTILIZAÇÃO

a

Mercúrio

Hematita

Equipamentos Elétricos

b

Enxofre

Bauxita

Ligas Metálicas

c

Manganês

Pirolusita

Fabricação de aço

d

Sal

Halita

Pigmento para tintas

e

Potássio

Magnetita

Fibras Plásticas

 

(FUVEST) Em se tratando de commodities, o Brasil tem papel relevante no mercado mundial, graças à exportação de minérios. Destacam-se os minérios de ferro e de manganês, bases para a produção de aço, e a bauxita, da qual deriva o alumínio. A relação entre minério e sua localização no território brasileiro está corretamente expressa em:

 

 

Minério

Localização geográfica

a)

ferro

Quadrilátero Ferrífero

(Planalto da Borborema)

b)

ferro

Serra dos Carajás

(Planalto das Guianas)

c)

bauxita

Vale do Trombetas

(Serra do Espinhaço)

d)

manganês

Maciço do Urucum

(Pantanal Mato-Grossense)

e)

manganês

Vale do Aço

(Chapada dos Parecis)

 

VESTIBULAR 2009

 

MINERAÇÃO

 

(UFOP) Pará e Minas Gerais são líderes do setor mínero-metalúrgico no país e respondem por 66% da produção. Os dois estados ocupam posição de destaque no cenário da produção mineral brasileira. Enquanto Minas Gerais é líder em produção de minério de ferro, o Pará é o maior em bauxita.

Para Minas Gerais, têm-se os seguintes dados sobre as exportações:

 

 

Fonte: Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, 2008.

 

Considerando esses dados, assinale a afirmativa incorreta.

a) Tais posições de destaque são resultados de localização geográfica estratégica, grandes reservas minerais e logística favorável.

b) Minas Gerais é grande produtor de vários bens minerais, com destaque para o minério de ferro, ouro e ferronióbio.

c) O crescimento da produção mineral está relacionado com o bom ritmo da economia mundial, com demanda forte dos países asiáticos, da Alemanha e dos Estados Unidos.

d) A indústria extrativa mineral (mineração e metalurgia) de Minas Gerais não tem exportado sua produção em função da diminuição da demanda por minério de ferro em âmbito mundial.

 

(UFAL) O extrativismo mineral é uma atividade econômica de suma importância. Há países, por Exemplo, que têm a maior parte de sua economia apoiada nessa atividade.

No Nordeste do Brasil, existem amplos depósitos de sheelita (um minério de tungstênio). Tais depósitos estão situados:

 

a) na Faixa costeira de Alagoas.

b) na Zona da Mata Norte de Pernambuco.

c) no Rio Grande do Norte.

d) em Sergipe e no Sul da Bahia.

e) em Ilhéus e em Campina Grande.

 

(UFES)

 

Brasis: diversidade

O “desenvolvimento” da Amazônia tem-se caracterizado por políticas, projetos e ações impostos de fora pelo poder central, combinado a poderosos grupos econômicos transnacionais e a grupos privados regionais, que criam riquezas voláteis e empregos precários na região, desestabilizando-a. A lista é longa. Para ficar nas últimas décadas, mencionamos a mineração; o complexo hidrelétrico/mineral/siderúrgico (Pólo Carajás); a agroindústria; as milhares de madeireiras; as terras raras do Noroeste da Amazônia brasileira; a pecuária extensiva; a exportação de animais silvestres; o extrativismo de madeiras e essências (pau-rosa); a pesca industrial; a Zona Franca de Manaus; os projetos de colonização. No período mais recente, assistimos ao avanço da fronteira agrícola, com a expansão da produção de soja, expansão esta acompanhada pela abertura de hidrovias e estradas.

 

(Le Monde Diplomatique Brasil, abril, 2008. Adaptado.)

 

Sobre a mineração na Amazônia, citada no Texto III, é CORRETO afirmar que

a) a Serra do Navio se destaca na produção de bauxita.

b) o estado de Rondônia se destaca na produção de cassiterita.

c) o estado de Roraima é o principal produtor de estanho.

d) o Projeto Jari, no Amapá, caracteriza-se pela extração de manganês.

e) o Quadrilátero Ferrífero é a principal área de produção de manganês.

 

VESTIBULAR 2008

 

GEOLOGIA

 

(MACKENZIE)

 

“Foi só um susto”

Terremotos como os ocorridos em quatro estados do país são mais comuns do que se imagina...

“Na noite de terça-feira da semana passada, um leve tremor de terra que durou seis segundos atingiu quatro dos estados mais populosos do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. Muita gente ficou assustada.Moradores de prédios desceram para a rua, com medo de uma catástrofe.(...) O terremoto, que ocorreu no Oceano Atlântico, a 210 quilômetros da costa brasileira, teve magnitude de 5.2 na escala Richter. Dezenas de terremotos de magnitude similar ocorrem no mundo toda semana e não chamam atenção porque raramente causam danos.(...) É verdade que a maior parte desses abalos ocorre em regiões do globo propícias a terremotos freqüentes...”

 

Description: geologia2

 

Tendo por base a formação geológica brasileira, considere as afirmações abaixo.

 

I. O território brasileiro está no centro da placa tectônica sulamericana e, portanto, menos sujeito a terremotos fortes.

II. A formação geomorfológica brasileira data do Período Terciário da Era Cenozóica, possuindo um perfil topográfico com reduzido desgaste erosivo.

III. Devido à sua formação Pré-Cambriana, encontramos um subsolo rico em minério de ferro.

IV. O território brasileiro é formado, apenas, por dobramentos modernos.

 

Estão corretas, somente, as afirmações

 

a) I e II.

b) I e III.

c) II e IV.

d) III e IV.

e) II e III.

 

(UNIFESP) Observe o mapa.

 

(ANA, 2001. Adaptado.)

 

O mapa destaca o Aqüífero Guarani, importante reservatório de água subterrânea, formado por rochas

 

a) ígneas e graníticas.

b) vulcânicas e ígneas.

d) graníticas e arenosas.

e) graníticas e vulcânicas.

e) arenosas e vulcânicas.

 

(PUCMG) A idéia propagada, por muito tempo, de o território brasileiro ser absolutamente estável geologicamente e, portanto, livre de terremotos, é errônea. A sismicidade brasileira é modesta se comparada à da região andina, mas é significativa, visto que aqui já ocorreram vários tremores com magnitude acima de 5º na Escala Richter, como os eventos em Pacajus (CE, 1980) e em João Câmara (RN, 1986). Esses fatos indicam que o risco sísmico em nosso país não pode ser ignorado. Explica a baixa sismicidade brasileira em relação à região andina:

 

a) a distância em relação às bordas leste e oeste da Placa Tectônica Sul-Americana.

b) a baixa altitude média do relevo brasileiro, formado predominantemente por planícies.

c) a inexistência de atividade vulcânica, causadora dos abalos sísmicos de maior intensidade.

d) a causa desses tremores pode ser justificada pela atividade mineradora no território brasileiro.

 

(UFRR) Atualmente é veiculado nos mais diversos meios de comunicação que o mundo é assolado por terremotos de grande magnitude, eventos vulcânicos e tsunamis, no entanto o território brasileiro tem sido poupado de tais eventos naturais. Isto se deve a características geológicas especiais.

 

O texto acima pode ser associado a seguinte afirmação abaixo:

 

a) O Brasil está localizado na borda da placa sul-americana em contato com a placa de Nazca.

b) O Brasil se localiza no contato da borda da placa sul-americana com a placa africana.

c) O Brasil se localiza na placa do Atlântico.

d) O Brasil se localiza no centro da placa sul-americana.

e) O Brasil se localiza na placa centro-americana.

 

VESTIBULAR 2007

 

GEOLOGIA

 

(UNIFEI) No Brasil ocorreram extensos derrames basálticos na Era Mesozóica, abrangendo áreas regionais superiores a 1.200.000 Km2, sendo que em alguns locais as rochas geradas alcançaram centenas de metros de espessura. Esse magmatismo básico e de baixa viscosidade, associado a erupções fissurais, ocorreu principalmente no/na:

a) Bacia do Amazonas.

b) Escudo das Guianas.

c) Bacia do Paraná.

d) Escudo Brasileiro.

 

MINERAÇÃO

 

(IBMEC) A Serra dos Carajás situa-se no município de Marabá, na bacia do Rio Itacaiúnas, a 550 km de Belém. Constitui uma anomalia mineralógica por sua quantidade de recursos, que englobam grandes e variadas jazidas minerais, exceto:

 

a) minério de ferro

b) manganês

c) bauxita

d) cobre

e) carvão mineral

 

(ESPM) A exploração do subsolo exige conhecimentos da estrutura da terra e da organização geoeconômica do território.

 

 

(Adaptado de Ciência do Espaço, 1998)

 

Desta forma, os recursos cartografados no mapa anterior estão relacionados à exploração de:

a) Ouro e prata em terrenos do cenozóico.

b) Petróleo e carvão em bacias sedimentares.

c) Urânio e Manganês em terrenos quaternários.

d) Ferro e manganês em escudos cristalinos.

e) Bauxita e cassiterita em bacias sedimentares.

 

(PUCRS) Responder à questão 12 com base na área assinalada no mapa, e nas afirmativas.

 

 

Sobre a área assinalada no mapa, é correto afirmar:

I. Representa Carajás, uma das maiores concentrações de minério de ferro no planeta, cuja exportação se destina, entre outros países, ao Japão.

II. Trata-se da Serra do Navio, constituída por rochas cristalinas e grande produtora de bauxita.

III. Os minérios explorados nessa área (como ocorre em outras regiões do Brasil) são comercializados a baixos preços no mercado internacional, o que desvaloriza esses produtos e reduz o lucro.

IV. Compreende o Maciço de Urucum, importante concentração de minério de manganês, que é exportado principalmente para a Argentina.

 

Está/Estão correta(s) apenas

 

a) I e II

b) I e III

c) II e III

d) II e IV

e) III e IV

 

(UNIFESP) Apesar do desenvolvimento industrial, o Brasil permanece como um grande exportador de minerais. Assinale o mapa que indica a ocorrência do principal minério exportado pelo país.

 

a)

 

 

b)

 

 

c)

 

 

d)

 

 

e)

 

 

VESTIBULAR 2006

 

GEOLOGIA

 

(UFPE) No mapa a seguir, você observa áreas escuras que correspondem às regiões

 

 

a) dominantemente sedimentares.

b) que possuem uma agricultura de “plantation.”

c) de terrenos cristalinos dobrados.

d) de terrenos pré-cambrianos de grande potencialidade mineral.

e) que apresentam formações vegetais dominantemente xerófilas.

 

MINERAÇÃO

 

(IBMEC) A Serra dos Carajás situa-se no município de Marabá, na bacia do Rio Itacaiúnas, a 550 km de Belém. Constitui uma anomalia mineralógica por sua quantidade de recursos, que englobam grandes e variadas jazidas minerais, exceto:

 

a) minério de ferro

b) manganês

c) bauxita

d) cobre

e) carvão mineral

 

(UTFPR) O projeto Carajás, localizado no divisor Araguaia-Xingu, é uma província mineralógica de grande importância para a região onde está inserido. Essa reserva mineral está localizada:

 

a) na região Nordeste, no Estado do Maranhão.

b) na região Centro Oeste, no Estado do Tocantins.

c) na região Norte, no Estado do Amazonas.

d) na região Norte, no Estado do Pará.

e) na região Norte, no Estado do Amapá.

 

(MACK) Assinale a alternativa que completa a legenda do mapa temático, que mostra a distribuição espacial da indústria siderúrgica no Brasil.

 

 

a) Gasoduto Bolívia-Brasil

b) Maciço do Urucum

c) Cinturão Carbonífero

d) Hidrovia Tietê-Paraná

e) Quadrilátero Ferrífero

 

(UNISA) Observe o mapa para responder à questão.

 

 

Nas formações proterozóicas, que ocupam cerca de 4% do território nacional, encontra-se a maior parte dos minerais metálicos do Brasil. No mapa, a área assinalada pela letra A exemplifica a importância econômica desses terrenos com a produção mineral de:

 

a) ferro, no Quadrilátero Central, sob o controle da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) associada a outras empresas;

b) ouro, no Vale do Jequitinhonha, sob o comando da Indústria e Comércio de Minérios S.A. (ICOMI);

c) manganês, na Serra do Navio, sob o controle do Grupo Antunes, com capitais nacionais e estrangeiros;

d) ferro e manganês, no Maciço de Urucum, controlados pela Indústria e Comércio de Minérios (ICOMI);

e) bauxita, no Distrito de Paragominas, comandada pela Mineração Rio do Norte, associação da CVRD com outras empresas.

 

VESTIBULARES ANTERIORES

 

MINERAÇÃO

 

(MACK)

 

“A maior concentração de jazidas de minérios de ferro no Brasil, conhecidas e medidas, se encontram em Minas Gerais (2/3 do total brasileiro), localizadas no Quadrilátero Ferrífero ou Central.”

Melhem Adas – Panorama Geográfico do Brasil

 

Assinale a alternativa que identifica o eixo de escoamento dessa

produção que abastece o mercado interno das siderúrgicas do Sudeste

do país e o que abastece o mercado externo, respectivamente.

 

a) Vale do Rio Paraíba do Sul – Vale do Rio Doce.

b) Vale do Rio São Francisco – Vale do Rio Paraíba do Sul.

c) Vale do Rio Paraopeba - Vale do Rio Doce.

d) Vale do Rio Doce – Vale do Rio São Francisco.

e) Vale do Rio Paranaíba – Vale do Rio Paraopeba.

 

(MACK) Bacias sedimentares são depressões dos antigos escudos que receberam sedimentos dos próprios escudos. Os recursos minerais típicos destas formações são:

 

a) ferro e níquel.

b) carvão mineral e petróleo.

c) ouro e manganês.

d) bauxita e cassiterita.

e) cobre e petróleo.



 

ATUALIZADO EM 20/07/2014